Africa Livre #01 – Estréia

0 Postado por - 22/03/2012 - Audio, obailetodo, Podcasts

ÁFRICA LIVRE
o seu programa de cultura, informações e música das Áfricas

Apresentação Geral: A África é um continente com cerca de 30 milhões de quilômetros quadrados, equivalante ao tamanho de cinco Brasis. Composto por varios países, povos, línguas e culturas, o continente africano foi o berço de grandes civilizações como o Egito. Religiões universais como o cristianismo e o islamismo estão presentes no continente há muitos séculos. É nesta vastidão territorial da humanidade que buscaremos as músicas e informações aqui divulgadas.

No programa de hoje, ouviremos quatro representes de destaque da Musica Africana. Se você acha que não conhecia música africana vai se surpreender com Salif Keita, Cesária Évora, Fela Kuti e Miriam Makeba. Tocando o programa para você ouvir: DJ Bantu. O Africa Livre é exibido todos os sábados às 19:00 horas, na Radio Muda e vai virar um podcast aqui no Na Lupa também.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


download

Músicas desse programa:
Salif Keita – Africa // Tekere // Mandela
Cesária Évora – Cabo Verde manda mantenha // Verde Cabo di nhas odjos // Fatalidade
Fela Kuti – No agreement: part 2 // Water no get enemy
Mirian Makeba – Pata pata // The click song // Xica da Silva

Salif Keïta nasceu em 25 de Agosto de 1949 no Mali. A voz dourada de África, como é conhecido, tem uma história muito interessante pelo facto de ser descendente direto do fundador do Império Mali, Sundiata Keita. Esta herança significa que Salif Keita nunca deveria ter sido cantor, que é uma função desempenhada por Griots: bardos e trovadores da região, cuja profissão era divertir as cortes reais. A música de Salif Keita é uma mistura de estilos: composta pela música tradicional da África Ocidental, da Europa e da América sem perder a forte ligação com a música islâmica.

A República do Mali é um país sem saída para o mar na África Ocidental. Tem uma popualação estimada em cerca de 12 milhões de habitantes. Sua capital é Bamako. Em 1960, o Mali conquistou a independência, juntamente com o Senegal, tornando-se a Federação do Mali. Dividiu-se um ano mais tarde em dois países: Mali e Senegal. Seu nome foi inspirado no antigo Império do Mali, potencia política que dominou boa parte África Ocidental entre o início do século XIII e o final do XIV. Aproximadamente 90% dos malienses são muçulmanos. O francês é a lingua oficial do país, mas o árabe é muito falado devido ao islamismo.

Cesária Évora nasceu em Cabo Verde no dia 27 de agosto de 1941 e faleceu em 17 de dezembro de 2011. A diva dos pés descalços foi a cantora de maior reconhecimento internacional de toda história da música popular cabo-verdiana. Apesar de ser bem-sucedida em diversos outros géneros musicais, Cesária Évora foi majoritariamente relacionada à morna, um género musical e de dança de Cabo Verde, tradicionalmente tocada com instrumentos acústicos. Tal gênero musical reflecte a realidade insular do povo de Cabo Verde: o romantismo intoxicante dos seus trovadores e o amor à terra – ter de partir e querer ficar. Por causa desse gênero é que a estrela era por vezes apelidada de “rainha da morna”.

Cabo Verde é um país formado por um arquipélago de origem vulcânica, constituído por dez ilhas. Está localizado no Oceano Atlântico, a 640 km Senegal. Curiosamente, o Cabo Verde que dá nome ao país não se situa nele, mas a centenas de quilômetros a leste, perto de Dakar, no Senegal. O arquipelago foi descoberto em 1460 por Diogo Gomes, navegador da coroa portuguesa, que encontrou as ilhas desabitadas e aparentemente sem indícios presença humana anterior. Foi colônia de Portugal do século XV até à sua independência em 1975. A lingua oficial é o português, embora o criolo cabo-verdiano seja o língua popular do país.

Fela Kuti nasceu na Nigéria em 15 de Outubro de 1938 e morreu em 2 de Agosto de 1997. Além de compositor era um músico multi-instrumentista e ativista político dos direitos humanos. Filho de classe média, aos vinte anos mudou-se para Londres com a intenção de estudar Medicina, mas por fim se decidiu pela música. Lá, resolveu formar uma banda que executava um estilo musical, posteriormente denominado afrobeat. Afrobeat era essencialmente uma fusão de jazz, funk e cantos tradicionais africanos. O estilo é marcado pela percussão de estilo africano, vocais e estrutura musical que passa por jazz e seções de metais funky.

A República Federal da Nigéria é um país localizado na África Ocidental e faz fronteiras com o Benin, o Chade, Camarões e Níger. Seu litoral é no Golfo da Guiné e sua capital é a cidade de Abuja. Os três maiores e mais influentes grupos étnicos na Nigéria são os Hauçás, Igbos e Iorubás. Embora o islamismo na Nigéria seja muito disseminado, a presença do cristianismo não é insignificante. A Nigéria é o país mais populoso da África e o oitavo país mais populoso do mundo. Com uma população de mais de 148 milhões de habitantes, o país contém a maior população ‘negra’ no mundo. Foi domínio colonial britânico até sua independencia em 01 de outubro de 1960. A lingua oficial é o inglês.

No dia 10 de novembro de 2008, com 76 anos de idade falecia a cantora Miriam Makeba, também conhecida como “Mama África”. Makeba foi ainda uma grande grande ativista pelos direitos humanos e contra o apartheid na sua terra natal. A cantora começou sua carreira em grupos vocais nos anos 50, interpretando uma mistura de blues americanos e ritmos tradicionais da África do Sul. Em 1960, participou na apresentação do documentário antiapartheid Come Back, África, no Festival de Veneza daquele ano. A recepção que teve o documentario na Europa e as condições na qual a África do Sul estava mergulhada fizeram com que Miriam resolvesse não regressar ao país, o que causou a anulação do seu passaporte sul-africano. Foi então para Londres, onde se encontrou com o cantor e ator negro estadunidense Harry Belafonte com quem gravou vários discos de grande popularidade.

A República da África do Sul é um país localizado no extremo sul da África Austral, situada entre os oceanos Atlântico e Índico. Limitado pela Namíbia, Botsuana e Zimbábue ao norte; Moçambique e Suazilândia a leste; possui um enclave dentro do seu território: Lesotho. Mundialmente conhecido pelo Apartheid, regime segregacionista que vigorou no país por muitas décadas, é também a terra natal de Nelson Mandela. O país possui onze linguas oficiais, fato que representa a expressão linguísta da diversidade de povos o compõe. Os cristãos são a maioria religiosa do país, apesar da diversidade das igrejas cristãs. A África do Sul é a maior potencia econômica da região e faz parte do bloco geopolítico dos Brics, ao lado do Brasil, da Russia, da China e da Índia.

5 + comentários

  • Guido Barella 24/03/2012 - 3:04 pm Responder

    Bem-Vindo ao time Marcos ! Seleção de músicas classe “A” . Parabéns !

  • […] já falamos da Nigéria no podcast de estréia Africa Livre 01 – Estréia trataremos aqui da região da Nigéria de onde Haruna Ishola é oriundo: a Iorubalândia. A […]

  • […] já fizemos referencia ao Mali no Africa Livre 01 – Estréia, falaremos sobre os dois principais centros urbanos da cultura griot: Gao e Tombuctu. A primeira, […]

  • Manuel Jauará 04/09/2012 - 4:35 pm Responder

    Parabéns, MArcos,
    adorei as músicas. Você nem imagina a saudade que essas músicas provocar em mim.Boas lembraças.
    Obrigado,
    Jauará

  • […] África Livre #01 – Estréi África Livre #02 – O Grande Zimbábue África Livre #03 – O Reino do Congo África Livre #04 – O Califado de Sokoto África Livre #05 – O Imperio Songhai África Livre #06 – Alta Guiné I África Livre #07 – ALTA GUINÉ II Compartilhe:Gostar disso:GosteiSeja o primeiro a gostar disso. […]

  • Deixe uma resposta