TOP 10 – Músicas por Daniel Person

4 Postado por - 09/12/2013 - Música, obailetodo, Video

Criado desde cedo em um ambiente extremamente musical, por influência de um pai multi-instrumentista e também apaixonado por música, Daniel Person iniciou seus estudos de bateria aos 12 anos, tendo aulas na escola de música de Jaime Pladevall (Solar trio, Casa de Marimbondo, Dorival Caymmi, entre outros). Em pouco tempo, adentrou o mundo do rock e iniciou estudos de pedal duplo e outras técnicas como autodidata, agregando toda a bagagem musical que veio “de berço” ao gênero com o qual tinha maior afinidade – o heavy metal. Atuando desde 2001 como baterista da banda de heavy metal Hellish War, Daniel acumula ótimas experiências ao longo dos últimos anos. Além dos trabalhos com o Hellish War, ele atua hoje também como músico de estúdio, tendo participado de gravações e longa turnê pelo Brasil entre 2007 e 2008 com a banda de rock The Flanders. É também baterista das bandas de hard rock Dualive e Iron Fist (Official Brazilian Motörhead Cover). Daniel é endorser dos pratos Meinlmonitores in-ear Power Click e das baquetas Liverpool.

 

TOP 10

“Two Minutes to Midnight” Iron Maiden

Eu teria provavelmente outras 10 ou 15 músicas do Iron Maiden que poderiam estar nessa lista, e encontrar uma preferida é praticamente missão impossível! A única certeza é de que não poderia faltar um som do Iron Maiden na minha lista. Fiquei na dúvida entre” Hallowed be thy name”, “Loneliness of the long distance runner”, “22 Acacia Avenue” e, hoje, optei por “Two Minutes to Midnight”.

 

“Bad to the bone” Running Wild

Bad to the Bone! Um clássico do heavy metal tradicional, não me canso de ouvir esse som. Essa música é parte do álbum Death or Glory, lançado pelo Running Wild em 1989, e tem todos os ingredientes que considero importantes para figurar nessa minha seleta lista: riffs marcantes, refrão forte, peso e uma excelente linha de batera.

 

“Man on a Mission” Gamma Ray

Kai Hansen, fundador do Gamma Ray, é pra mim um dos maiores compositores de heavy metal de todos os tempos, e o Gamma Ray definitivamente foi muito importante em minha formação musical. A música “Man on a Mission” faz parte do álbum Land of The Free, clássico da banda lançado em 1995.

 

“Fade to Black” Metallica

Assim como aconteceu com o Iron Maiden, muitos sons do Metallica poderiam estar nessa minha lista, escolhi Fade to Black, pois essa foi provavelmente uma das músicas que mais toquei na batera até hoje. Mesmo assim nunca me cansei dela, é uma obra prima! Pra mim, uma das músicas mais bonitas de todos os tempos.

 

“Wild Flowers” Anneke Van Giersbergen

Sou um grande fã de vocais femininos, e Anneke Van Giersbergen é minha cantora predileta. Wild Flowers traz uma das vozes femininas mais bonitas que já ouvi. Tive a sorte de assistir Anneke ao vivo ha alguns anos atrás, em Campinas, onde pude perceber que além de uma excelente cantora, ela é também uma pessoa muito carismática.

 

“Through the Looking Glass” Symphony X

Precisava ter uma música nessa lista que representasse meu lado “prog”, embora minhas principais influências como músico sejam claramente as bandas de heavy metal tradicional. Apesar de “Images and Words” do Dream Theater ser o álbum de prog metal que mais ouvi na vida, escolhi “Through the Looking Glass” para esse Top 10 , pois mescla técnica e melodia de uma forma rara. Este som representa a técnica usada em prol da música.

 

“Music” Helloween

Confesso que nunca fui extremamente ligado em letras de músicas, a parte instrumental sempre  me chamava a atenção primeiro. Neste som do Helloween no entanto, a letra tem um papel muito importante. “Music is like coming home”. Um som com muito feeling, uma pérola perdida em meio ao álbum do Helloween menos conhecido e mais renegado pelos fãs da banda, com uma performance magistral do ex vocalista Michael Kiske.

 

“All that I bleed” Savatage

“All that I bleed” é uma das baladas mais bonitas já feitas dentro da música pesada, com destaque para a incrível performance vocal de Zak Stevens. “Gutter Ballet” e “Edge of Thorns” são outros dois sons do Savatage que poderiam estar aqui na minha lista também.

 

“The Fury” Crystal Viper

O Crystal Viper, é uma banda polonesa relativamente nova e está na minha lista pois é provavelmente a melhor banda que descobri nos últimos 5 anos.” The Fury” foi a primeira música deles que eu ouvi, e este é um dos CDs mais raros da minha coleção.

 

“Keep it Hellish” Hellish War

Passei mais de um terço da minha vida tocando com o Hellish War, e por isso seria impossível não incluir uma música nessa lista. Tenho muita sorte por dividir o palco com alguns dos melhores músicos que já conheci.” Keep it Hellish” retrata nossa melhor fase, e é o som que eu mostraria para alguém que quisesse saber qual é meu estilo de música preferido, ou que quisesse conhecer alguns trabalhos que tenho feito nestes últimos 10 anos!

1 comentário

  • […] a responsável por quase sangrar os dedos de tanto tocar na casa do grande amigo e vizinho Daniel Person (Hellish War). Kai Hansen, mestre do power metal alemão, deixou o Helloween e nos deu de presente […]

  • Deixe uma resposta